Nós


Se meu erro é amar demais, sou feliz por receber como penalidade a tua paz. Se meu colo é teu vício, tua calma é meu princípio.

Se eu não te ensinei a dormir sozinho, foi porque escolhi ouvir teu suspiro no meu peito ao invés de assistir teu choro no berço.

Se eu não resisti te abraçar ao acordar, é porque teu cheirinho bom me faz sonhar.

Se meu calor te alimenta, é porque te acolho em meu colo.

Se meu peito te acalma, são tuas batidas que me amparam.

Desculpe, é que estou aprendendo a ser mãe, e minhas ações são movidas pelo amor e a vontade que tenho de ficar pertinho.

Talvez seja culpa da minha inexperiência no exercício desse ofício.

Não importa, pois, eu quero para sempre essa paz que só você me traz.

Minha convicção de que somos felizes assim, é certeira em mim! Afinal, quando você dorme à noite inteira, eu acordo sem eira.

Autoria: Carol Arruda Mello

8 comentários:

  1. ótimo texto!Acho q resume os sentimentos de uma mãe de primeira viagem!
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resume perfeitamente, Luh. É exatamente isso, me vejo nesse texto.
      Beijos

      Excluir
  2. Ah que texto emocionante =)
    Adorei a foto também!

    ResponderExcluir
  3. Magnífica fotografia,fantástico texto!! Desejo-te uma continuação de um fantástico mês de Outubro para ti e para o Heitor com tudo de bom,muitos beijinhos para vocês!!

    ResponderExcluir