#22meses de Heitor

Oi? Como assim? Meu filho está quase com dois anos? É isso mesmo? Como isso aconteceu?

É assim que as vezes penso. O tempo passou e mesmo estando 24h por dia ele, parece que perdi tanta coisa, sei lá. Graças a Deus eu tenho tudo relatado aqui no blog pra nunca esquecer. E mesmo assim existem coisas que não postei aqui e morro de medo de esquecer. Um dia farei um post só sobre essas coisinhas. :)

A novidade desse mês é algumas palavrinhas que ele andou soltando. Nada demais, tudo bem erradinho, mas falou.

Por enquanto temos:

Papai
Mamãe
Peppa
Opa
Oopy (Snoopy)
Per ii (Pera aí)
Aahh (Água)
Pipi (Passarinho ou Pintinho)
Pópó (Galinha)
Ipa (Pipa)

- Adora dançar, faz algumas coreografias e tudo mais. As musicas preferidas do momento são Sambalelê (Galinha Pintadinha), Caranguejo peixe é (Palavra Cantada) e Hoje é domingo (Palavra Cantada).

- Se alimenta muito bem, graças a Deus. Come de tudo que ofereço. Demora pra provar, mas insisto e depois come saboreando...rsrs Tem aceitado pedacinhos, mas tudo bem molhadinho com caldo de feijão. Ele odeia comida seca, coloca pra fora na hora.

- O soninho está na mesma. Acorda pra mamar e dorme de novo. Estamos ainda na cama compartilhada e estou criando coragem para fazer o desmame noturno. Preciso de forças pra isso, sei que vai ter muito choro.

- Birras chegaram com tudo. Agora mais que nunca. Se joga no chão, tenta morder, tenta arranhar, bate a cabeça na parede ou no chão. Eu e o marido somos firmes, mas ao mesmo tempo carinhosos e tentamos explicar o motivo de não permitir tal coisa e já desviamos a atenção dele para outra atividade. Tem dado certo, só não sei até quando.

- Fisicamente está um verdadeiro menininho. Cresceu bastante cabelo. To loka pra cortar. :D

Sem muitas novidades, né? Mas não poderia deixar de registrar as que tenho.

E esse mês mais tenho pensando muito sobre o retorno ao mercado de trabalho. Gente, não tenho forças. Não tenho coragem, mas eu quero muito. Eu realmente não sei o que fazer. Mamães que já passaram por isso, me ajudem.

Beijos


2 comentários:

  1. Aí Thata pra mim foi tão natural voltar a trabalhar que eu nem sei o que te dizer, não me imagino sendo mãe em tempo integral, sei que pra eu ter um tempo de qualidade com a Helena eu preciso ter um tempo pra mim, senão fico enlouquecida, rsrs, mas eu acho que vc só precisa do pontapé inicial, pq só vai saber como vai ser vivenciando isso, não tem outro jeito. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria que fosse natural aqui também, mas não foi. É o tipo de coisa que é muito pessoal. Tô tomando coragem pra decidir. :(

      Excluir